terça-feira, 11 de novembro de 2014

Salles: sorriso e simpatia

É engraçado como as pessoas nos afetam de diversas maneiras - umas pela beleza, outras pela inteligência, pela simpatia ou pelo talento específico que possuem. O que mais me chamou atenção nele, além, claro, da simpatia e do talento (inegáveis, diga-se de passagem), foi o carinho e atenção que ele dedica ao seu público. É muito bonito de ver.

Lembro-me bem da primeira vez que o vi na TV, há alguns meses: era um episódio do "De Volta pra Pista" (um em que os personagens viajam para uma praia e ficam numa casa caindo aos pedaços). Acabei assistindo sem querer, de tanto a minha irmã comentar do bendito seriado. Adorei e acabei assistindo a temporada toda! Fiquei curiosa e resolvi pesquisar mais sobre aquele gordinho engraçado da série - depois liguei o nome à pessoa e lembrei que ele tinha feito "Além do Horizonte" (será que ele entendeu a novela?!) e era um dos novos (e bons) integrantes do CQC. Fucei mais um pouco e descobri que ele também tem um Tumblr - e que escreve bem pra caramba!

A primeira vez que o vi pessoalmente foi na estreia do Deu Branco aqui em Sampa, no dia 05 de setembro. Eu, que sempre curti stand-up comedy e grupos de improviso, fiquei impressionada com o talento e a vibe dos quatro (Lucas, Lamoglia, Thiré e Rapha) no palco. Foi o que bastou pra eu me encantar de vez pelo quarteto! No fim da apresentação estava num impasse: falar ou não falar? Morro de vergonha desse tipo de situação... Decidi por falar e foi a melhor coisa que eu poderia ter feito! Além de me tratar com uma simpatia incrível (bem característica dos cariocas), Lucas foi super atencioso e gentil. Voltei mais duas vezes (nas duas últimas apresentações) e só me surpreendi (ainda mais) positivamente.

Ver esse tipo de comportamento bacana em artistas em ascensão é coisa rara - ainda mais quando se tem apenas 21 anos e uma vida inteira pela frente. Nego quer ficar rico, famoso, ter status/poder e na maioria das vezes, torna-se uma pessoa detestável e egoísta. No entanto, não foi essa a impressão que ele me passou; aliás, foi justamente o contrário. Lucas parece ser um cara pé no chão, que não deixa o sucesso subir à cabeça e têm consciência de quem é e aonde quer chegar. Num mundo onde tudo é tão maluco e efêmero, fico feliz de saber que ainda existam pessoas assim como ele - sem dúvida seu caminho como artista será longo e cheia de boas surpresas. Que assim seja. Vida longa, Lucas!




sábado, 8 de novembro de 2014

Déjà vu?

Sábado, mais de uma da manhã. Cazuza canta "Faz parte do meu show" nos meus fones pela enésima vez. Finjo que tá tudo bem, tudo sob controle, que ele não me afetou e que isso é ridículo. E é tudo meio maluco mesmo.

Será a história se repetindo?


domingo, 2 de novembro de 2014

O lado bom

Você percebe o quanto é egoísta e idiota ao se deparar com histórias como a da Luisa Borsari. Não é pela falta de cabelo ou pela doença em si. É pelo senso de humor, pela coragem, pela leveza, mas principalmente, pela vontade de viver que história da Luisa me emocionou.

Tive (e tenho) casos de câncer na família e sei que não é nada fácil lidar com isso. Porém, a postura confiante e madura de uma garota de 13 anos diante de uma situação como essa é um belo tapa na cara de todos nós que, mesmo saudáveis, reclamamos de tudo o dia inteiro. Se ela, que encara uma batalha contra a leucemia há dois anos, é feliz e sorridente, porque nós, que não temos nenhum problema de saúde, estamos sempre infelizes e achando tudo uma droga? A resposta é simples: somos uns grandes babacas.

Não conheço a Luisa pessoalmente, mas ficaria feliz de encontrá-la pessoalmente para poder dizer o quanto ela me impressionou. Lu, você é um exemplo de que, para ser feliz, basta querer - independentemente das circunstâncias. Li seu blog e, Deus do céu, como você é incrível! Me fez parar para pensar o quanto dou importância para coisas que não valem à pena e que, na verdade, a felicidade é a gente que faz. E idade não quer dizer nada mesmo: sou 12 anos mais velha e olha a baita lição que você me deu!

Torço para que a sua vida seja fantástica e repleta de boas surpresas. Quanto ao tratamento, tenha fé e não desista: nada na vida é por acaso. Antes de qualquer coisa, você já é uma vencedora - e ganhou mais uma pessoa que torce pela sua cura e pela sua felicidade. Vai com tudo, garota!



PS.: A Lu tem um blog super bacana, "O lado bom" (http://ladobomoficial.blogspot.com.br). Vale muito a pena ler!

Ela também tem um canal no YouTube e o último vídeo conta com a participação do ator, escritor, humorista e repórter Lucas Salles. No final, rolou uma aposta: se o vídeo alcançar mais de 1.000.000 de visualizações, o Lucas raspa a cabeça junto com a Lu. Não viu ainda? Corre lá https://www.youtube.com/watch?v=8J4MAolHdZg&feature=youtu.be e divulgue o máximo que puder. A Lu agradece!