segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Tô de volta!

É, tô viva povo. Diria que quase inteira. 'Quase' porque a besta aqui conseguiu uma façanha: desalinhar a coluna vertebral. Não, você não leu errado: a Bia aqui conseguiu mesmo fazer isso! Estava com umas dores horríveis no pulso e no ombro direito há mais de dois meses, mas ficava enrolando, enrolando e não ia ao médico ver o que era. Puro medo. Bobagem a minha, mas tenho verdadeiro horror à hospital, médico, agulhas...

Enfim, enrolei até onde deu. Terça-feira passada a dor se tornou insuportável e tive uma crise horrorosa; mal conseguia me mexer. Tive que largar mão de frescura e marcar uma consulta. Fui ao ortopedista na sexta de tarde - com a maior cara de sono, pois nem tinha me recuperado da ressaca da noite anterior, mas continuemos. Cara, tomei a maior bronca do médico! Disse que era burrice minha ter esperado tanto tempo para ver o que estava acontecendo, que isso era coisa de criança, que eu era muito nova para estar desse jeito e etc, etc, etc.

Diagnóstico: coluna desalinhada (e eu pensando que era burcite ou coisa do tipo. Nada a ver!). Caso sério e para ser levado à sério, segundo ele. Prováveis causas: stress, tensão, correria do dia-a-dia, ansiedade, má postura, falta de exercício físico...Tratamento: uma pilha de antiinflamatórios, uso de colar cervical por 48 horas, repouso absoluto e fisioterapia. O pior ainda está por vir: 8 sessões de fisioterapia me esperam. Ninguém merece, mas é bem-feito pra mim. Da próxima vez não esperarei tanto tempo pra ir ao médico. Não vale a pena, já que se eu tivesse ido assim que comecei a me sentir mal não teria que passar por tudo isso agora. Fica a dica crianças! E torçam pela melhora da tia aqui, por favor! ; )

É, tem que levar na boa! rs

3 comentários:

  1. Antibiótico????????

    ResponderExcluir
  2. Ahh Bia..Melhoras viu,se precisar de algo,pode contar comigo tá!

    Bjo

    Érica

    ResponderExcluir
  3. noossa biaaa!! não tava sabendo..
    melhoras pra vc viuuuu!!!!
    bejaooo!

    Bruna Babler

    ResponderExcluir

E aí, o que achou?